The Shift
The Shift
Jan 14, 2021
Previsões e aspirações
Play • 41 min

É hora de olhar para o contexto e gerar os microcenários que embasarão as decisões estratégicas, a priorização de investimentos e as ações táticas que nos levarão adiante, sempre tendo em mente que 2020 foi um ano atípico, e influenciará muito 2021. 

_____

FALE CONOSCO

Email: news@theshift.info

_____

ASSINE A THE SHIFT
www.theshift.info

Tribo TDAH
Tribo TDAH
Thata Finotto
Tribo TDAH - TDAH Explica #03 - TDAHs podem viver sem medicação?
Olá, bem-vindo à Tribo TDAH, o podcast com hiperfoco na sua vida!  No terceiro episódio da nossa nova série TDAH Explica respondemos a uma dúvida muito frequente da nossa Tribo TDAH. Hoje vamos falar sobre medicamentos e terapias, com estudos científicos, técnicas usadas pelo mundo e dicas para ajudar no Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. #TDAH #TDAHpodcasters #PcDPodcasters #OPodcastÉDelas #MulheresPodcasters --- **RESPONDA À PESQUISA DA TRIBO TDAH** - Pesquisa Tribo TDAH 2021 https://forms.gle/Jz8UMqxG557vxuM77 --- **Seja um TDAHyper e ajude a Tribo TDAH a crescer!** - Tribo TDAH no Apoia.se https://apoia.se/tribotdah  - Tribo TDAH no PicPay https://picpay.me/triboTDAH --- **Links de referência** - A randomized controlled trial of CBT therapy for adults with ADHD with and without medication https://bmcpsychiatry.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-244X-12-30 - Efficacy of Cognitive Behavioral Therapy With and Without Medication for Adults With ADHD: A Randomized Clinical Trial https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1087054716671197 - Efficacy of Cognitive Behavioral Therapy With and Without Medication for Adults With ADHD: A Randomized Clinical Trial https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28413900/ - Effectiveness of Behavioral Parent Training for Children With ADHD in Routine Clinical Practice: A Randomized Controlled Study https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S089085670961844X - Can You Treat ADHD Without Drugs? https://www.webmd.com/add-adhd/childhood-adhd/can-you-treat-adhd-without-drugs - Easing ADHD without meds https://www.apa.org/monitor/2013/02/easing-adhd - 6 Natural Remedies for ADHD https://www.healthline.com/health/adhd/natural-remedies - Natural Remedies for ADHD: ADD Treatment Without Medication https://www.additudemag.com/slideshows/treating-adhd-without-medication/ - Why Treat ADHD Without Medication? https://www.psychiatryadvisor.com/home/topics/adhd/why-treat-adhd-without-medication/ --- **Episódios relacionados** - Tribo TDAH - TDAH Explica #01 - Por que TDAHs têm tanto medo de falhar? http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/tdah-explica-1-medo-de-falhar - Tribo TDAH - TDAH Explica #02 - Por que TDAHs se sabotam? http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/tdah-explica-2-autossabotagem - Tribo TDAH - TDAH Entrevista #01 - Doutora Drag, vida acadêmica e LGBT http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/tdah-entrevista-doutora-drag-lgbt-vida-academica - Tribo TDAH - TDAH Entrevista #02 - Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva, Fiuk, cotidiano e sentimentos http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/tdah-entrevista-ana-beatriz-barbosa-silva-fiuk-bbb - Tribo TDAH #01 - TDAH, mitos e verdades http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-1-mitosverdades   - Tribo TDAH #03 - TDAH e História http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-3-historia   - Tribo TDAH #06 - TDAH e dopamina http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-6-dopamina - Tribo TDAH #07 - TDAH e criatividade http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-7-criatividade  - Tribo TDAH #08 - TDAH e insônia http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-8-insonia - Tribo TDAH #42 - TDAH e sonhos (Parte 1) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/42-sonho-1   - Tribo TDAH #43 - TDAH e sonhos (Parte 2) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/43-sonho-2   - Tribo TDAH #44 - TDAH e sonhar acordado (maladaptive daydreaming) (Parte 1) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/44-sonhar-acordado-1   - Tribo TDAH #45 - TDAH e sonhar acordado (maladaptive daydreaming) (Parte 2) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/45-sonhar-acordado-2   - Tribo TDAH #54 - TDAH e procrastinação (Parte 1) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/54-procrastinar-1 - Tribo TDAH #55 - TDAH e procrastinação (Parte 2) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/55-procrastinar-2 - Tribo TDAH #21 - TDAH e motivação (parte 1) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/21-motivacao-1   - Tribo TDAH #22 - TDAH e motivação (parte 2) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/22-motivacao-2   - Tribo TDAH #09 - TDAH e rejeição http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-9-rejeicao - Tribo TDAH #19 - TDAH e perfeccionismo (parte 1) http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-19-perfeccionismo-1 - Tribo TDAH #20 - TDAH e perfeccionismo (parte 2) http://www.pqpcast.com/blog/tribotdah-20-perfeccionismo-2 - Tribo TDAH #35 - TDAH e trabalho (Parte 1) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/35-trabalho-1   - Tribo TDAH #36 - TDAH e trabalho (Parte 2) http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/36-trabalho-2 --- Assine nosso Feed da Tribo TDAH http://www.pqpcast.com/tribo-tdah/?format=rss  Spotify Tribo TDAH https://open.spotify.com/show/2bgtfNUQcF4ZgZZWKvBX2G  Deezer Tribo TDAH https://www.deezer.com/us/show/1040242 **Instagram** - Tribo TDAH (@tribotdah) https://www.instagram.com/tribotdah/  **Twitter** - Tribo TDAH (triboTDAH) https://twitter.com/TriboTDAH  - #PodcasterProcura (@PodProcura) https://twitter.com/podprocura  - Thata Finotto (@thata_finotto) https://twitter.com/thata_finotto  **Facebook** - Página Tribo TDAH https://www.facebook.com/TriboTDAH  - Página Podcaster Procura https://www.facebook.com/PodProcura/    **Telegram** - Canal #PodcasterProcura (@PodProcura) https://t.me/PodProcura  Edição: Andrey Mattos https://twitter.com/andreymatttos Apoio cultural: Kairós Soluções Empresariais http://kairoscorp.com.br/
53 min
Bobagens Imperdíveis
Bobagens Imperdíveis
Aline Valek
Valek conversa com Olivia Maia
Apoie este podcast: apoia.se/alinevalek Trilha sonora: Past Alarm spoti.fi/3hck7Z3 [links da conversa] • Página com todos os livros de Olivia Maia oliviamaia.net/livros/ • Catarse da Olivia www.catarse.me/oliviamaia • Livro aberto em processo norte.oliviamaia.net • Mande um email para a Olivia olivia@oliviamaia.net • Livro “62 modelo para armar”, do Cortázar amzn.to/3nWYhub • Livro “Os prêmios”, do Cortázar amzn.to/38WkMv4 • Livro “Bestiário”, do Cortázar amzn.to/3a1YAzh • Livro “Histórias de cronópios e de famas”, do Cortázar amzn.to/38XfPC9 • Livros do autor Antônio Lobo Antunes amzn.to/2KxuLOc • Livros de Joaquim Nogueira amzn.to/3nWYFJ9 • Filme “O segredo dos seus olhos” bit.ly/2KuBCI5 • Suzana Amaral falando sobre a adaptação de “A hora da estrela” para o cinema bit.ly/3nTJ9xO [Olivia indica] • Livro “Jogo da Amarelinha”, do Cortázar amzn.to/39Mtlb9 • Livro “Grande sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa amzn.to/2XXXT4h [apoiadores] Alex Luna • Aline Ghirotti Coelho • Aline Matulja • amilton de azevedo • Ana Flávia Pontes • Ana Paula Camina • Ananda Vargas Hilgert • Bárbara Moreira Bom Angelo • Bia Cardoso • Breno Martins • Carla Soares • Carlos Henrique Mendes • Carolina Fonseca Saldanha • Dariane Morais • Eduarda de Oliveira • Elisa Kruger Artico • Elvis Soriano Rodrigues • Felipe Carpes Neves • Fernanda Monteiro • Fernanda Serodio • Gabriel Cadete • Gal Sesoko • Giovana Bomentre • Grace Maria • Guilherme Nagüeva • Hermes de Sousa Veras • Iara Vidal • Izadora Netz • Jamille Daher • Jayne de Lima Oliveira • Joana Tancredo • José de Mendonça • Jose Erick • Julia Carvalho • Julia Chiovetto • Júlia Lima • Juliana Sousa Fazio • Kaká Lobo • Karina Werneck • Larissa Campos Oliveira Miranda • Laura N.N.M. Brandão • leticia gomes da luz • leticia santinon • Lisandro Gaertner • Lorena Sabino Guedes • LOURDES SILVA MODESTO ALVES • Luana Pereira de Melo • Lucas David Michels dos Sanos • Lucas Riboli Besen • Luciana Carvalho • Lucianne Fabrizia Santana Gomes • Luiz Carlos Machado de Oliveira Junior • Luiza de Souza • Luna Castro Pavão • Mallena P S Gomes • Maria Carolina Ramos Costa Cysneiros • Maria Clara Machado • Mariana de Aguiar Toniatti • Mariana Ramos Cavalcanti Nery • Mariete Pinheiro da Costa • Michele Strohschein • myrian helena m vieira franco • Naieni Ferraz • Patricia Fernandes • Patrik Ferreira Marcondes • Paula Dalcin Hartz • Priscila Bonatto • Raquel Miranda • Risla Lopes Miranda • Sidnei Bruno • Taissa Reis • Tayná Boaes Andrade • Tsamiyah Carreno Levi • Vinicius Depizzol • Virginia Vesúvio • Viviane Reis • Zander Catta Preta
41 min
Trip FM
Trip FM
Trip FM
Christian Dunker: BBB, Bolsonaro e saúde mental
Dono de um canal no YouTube com mais de 250 mil inscritos, Christian Dunker usa a psicanálise para falar de televisão à política brasileira Quando Christian Dunker voltou do seu pós-doutorado na Inglaterra, em 2001, tinha clara a ideia de que se entendia muito de psicanálise, mas pouco sobre Brasil. Esse retorno foi marcado pela vontade de interpretar o Brasil através da cultura do condomínio, um conceito que ele criou e escreveu em seu livro Mal-estar, sofrimento e sintoma: Uma psicopatologia do Brasil entre muros, finalista do prêmio Jabuti em 2016. O termo cunhado pelo autor diz sobre como a privatização do espaço público transforma a própria vida em formas de condomínio, com seus regulamentos, síndicos, gestores e muros, criando uma desordem que será objeto de ação clínica, mas também biopolítica. No canal do YouTube “Falando nisso”, Christian aborda temas que fazem ligação direta com a psicanálise, como filmes, livros, situações do cotidiano, política e história. A intenção é democratizar o acesso à psicanálise aos mais de 250 mil inscritos, sair dos muros acadêmicos e cativar leigos.   Em entrevista ao Trip FM, Dunker fala sobre a saúde mental pública, a postura do presidente Jair Bolsonaro e a polêmica rejeição da cantora Karol Conká no Big Brother Brasil. Ouça o programa no Spotify, no play abaixo ou leia um trecho da entrevista a seguir.  [AUDIO=https://p.audio.uol.com.br/trip/2021/2/ChristianDunkerPODCAST.mp3; IMAGE=https://revistatrip.uol.com.br/upload/2021/02/603959356aa18/christian-dunker-bbb21-bolsonaro-psicanalise-violencia.jpg] Trip. Eu queria que você explicasse para quem tem menos intimidade com o tema o que é a psicanálise, para que ela serve e de onde ela vem.  Christian Dunker.  A psicanálise é uma forma de tratamento do sofrimento humano pela palavra. Ela foi inventada por Freud no começo do século 19 e envolve entender de onde vieram os nossos sintomas, as nossas inibições, os nossos pensamentos recorrentes e aquilo que nos gera inquietude. É uma forma de tratamento psicológico, de psicoterapia, pois envolve abordar tudo isso a partir do processo de lembrança, mas também do processo de relação entre o analista e o paciente. Então é como se fosse uma pesquisa, uma viagem, na qual coisas vão sendo descobertas, novas perguntas vão sendo feitas. A gente poderia dizer que a psicanálise tem uma orientação dupla: por um lado ela procura reduzir o sofrimento das pessoas – o sofrimento mental, psíquico – e curar os sintomas, mas por outro ela também é uma forma de tornar a vida mais interessante, tornar nossa presença com os outros mais intensa e fazer valer uma certa excelência no viver.   LEIA TAMBÉM: Dá pra manter a saúde mental durante a pandemia? Não tem como a gente não falar de Big Brother Brasil e da eliminação de Karol Conká, que teve a maior rejeição da história do programa, palavra que por si só já carrega um peso. Queria ouvir a sua opinião sobre esse processo que tomou conta dessa artista. O que aconteceu exatamente com essa menina exposta àquelas condições? O Big Brother é um experimento, é uma brincadeira, mas uma brincadeira em torno de algo que organiza a lógica nas nossas relações, que é a exclusão. Você não está lá para ser bacana, você está lá para resistir a ser expulso e rejeitado. Isso está na empresa, está na educação, está no que a gente chama de universo da competição. Então você está ali vendo e rindo de algo que te afeta e que te faz muito mal. O que acontece é que no caso de Karol Conká isso exagerou, então o princípio da coisa ficou tão nítido que eu repudio. E repudio o fato de antes estar gostando. Mas agora que aparece de uma forma tão cristalina eu tenho que me afastar, colocando em marcha o processo do cancelamento. [QUOTE=1165] Você só cancela quem você amou antes. Você cancela porque criou uma imagem a partir de um sistema de ilusões e identificações. Você acha que é o dono daquela imagem, mas não é. Então o cancelamento é muito mais a descoberta de um dado das suas ilusões, da sua incoerência, do que o cara que te traiu. Porque você acha que as pessoas são unidimensionais e, se você colocar uma câmera de um certo ângulo, vai encontrar o pior de qualquer um. Você vê essa contradição, ela é eliminada pelo nosso funcionamento imaginário. Aí existe um outro capítulo, que entra nessa disputa com um certo conhecimento de como funcionam grupos desse tipo e fazendo uma função que a gente conhece, que é o bully, o valentão, aquele cara que deixa todo mundo com medo. E uma vez que a pessoa tá com medo, ela vê ele fazendo uma coisa errada e não fala nada, e acaba empoderando esta figura. A realidade de quarentena nos aproximou do programa porque estamos todos vivendo o nosso Big Brother particular. E quando a gente vê ela agindo dessa maneira, acaba reconhecendo a agressividade de intimidação, de violência que estão associados com a vida em estado de confinamento. [IMAGE=https://revistatrip.uol.com.br/upload/2021/02/603959418bf85/christian-dunker-bbb21-psicanalise-violencia.jpg; CREDITS=; LEGEND=; ALT_TEXT=] [QUOTE=1166] A Karol Conká representa uma espécie de colapso de um conjunto de narrativas sobre identidades. Porque se a gente olha de um certo ponto de vista, ela é uma mulher, Lucas um homem. Um homem contra uma mulher, o que neste país significa uma prerrogativa para mulher. Mas ela é uma mulher rica, famosa e poderosa, então muda a chave, é alguém rico contra o Lucas, que é periférico, alguém que não tem os códigos, que não consegue se ligar muito bem. Ele está tentando jogar, mas deixa muito claro as regras que ele quer pôr em curso. Você vai variando, né? Uma mulher negra exercendo violência sobre um homem negro. Isso é racismo? Será que aí estamos falando de racismo estrutural, aquele que toca a todos de forma transversal? Veja o curto circuito em que, na verdade, ela aparece numa forma que a gente não está acostumado. Essa conversa precisa de uma reformulação, a pensar a guerra das identidades a partir de personagens unidimensionais. A causa gay contra a causa queer, contra a causa feminista, contra o feminismo negro, contra o feminismo periférico. Como é que a gente junta tudo isso? O que está em jogo nessa trama é muito mais complexo do que esse alguém que está num lugar privilegiado e o outro está como vítima sofrendo nas mãos dos outros. A gente precisa mudar essa gramática da vítima e do carrasco, porque ela é parte do cancelamento, da lacração, é parte do negacionismo científico. Formamos, assim, um conjunto onde as oposições se desfazem, onde as polarizações mais simples ficaram suspensas. Esse é o lado legal do episódio da Karol Conká. Eu quero virar a lente para outra situação que parece ter todas as características de uma patologia grave, que é o ocupante da cadeira máxima da República, nosso presidente, Jair Bolsonaro. Qual é a patologia ali, Christian? Se é que você entende que há algo. Olha, existem algumas hipóteses sobre o funcionamento do personagem, mas eu diria que isso é menos importante do ponto de vista dos efeitos que ele acaba criando do que o que a gente chama de discurso Bolsonarista. O personagem, que administra esse discurso, cria o que eu chamaria de uma patologia social. Não é porque ele seja excepcionalmente louco, excepcionalmente perverso, que ele sofra de uma histeria grave, que ele é insalubre, é pela forma como ele consegue aliciar nas pessoas o que elas têm de pior. É a forma como ele consegue montar uma coisa que Freud chamava de uma patologia artificial, que é ir lá e dizer assim: “Você não tem ódio por algum tipo de estrangeiro? Estranho? Diferente de você? Vamos amplificar esse ódio? Vamos dirigir ele para a figura? Vamos criar uma figura comunista? Vamos criar o petista?”. Uma característica d…
Play
Search
Clear search
Close search
Google apps
Main menu