Violência e desigualdade de gênero no mercado de trabalho — uma conversa com a procuradora Adriane Reis de Araújo
Play • 37 min

Para 71% da população brasileira, as mulheres têm menos oportunidades que os homens no mercado de trabalho e também costumam ter salários menores que os homens, mesmo ocupando os mesmos cargos. É o que revela a pesquisa Percepções sobre violência e assédio contra as mulheres no trabalho, realizada pelo Instituto Patrícia Galvão e Instituto Locomotiva e apoio da Laudes Foundation, em outubro de 2020. O levantamento, que contou com 1.500 entrevistas com homens e mulheres de todo o Brasil, também aponta que as brasileiras são as principais vítimas de violência, assédio e constrangimento no ambiente de trabalho.

Para comentar os dados da pesquisa, recebemos a procuradora do trabalho Adriane Reis de Araújo, atual titular da Coordenadoria Nacional de Promoção da Igualdade e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade), do Ministério Público do Trabalho.

Para saber mais sobre a pesquisa, acesse aqui

More episodes
Search
Clear search
Close search
Google apps
Main menu