Remédios para Dormir: Quem Tem Parkinson Pode Tomar Remédios para Dormir?
Play • 8 min

Muitos pacientes com Parkinson têm dúvidas sobre a possibilidade de tomar remédios para dormir ou melhorar a qualidade do sono.


Neste podcast, Dr Diego de Castro e Dr Gustavo Franklin explicam sobre alguns remédios para dormir que costumam ser utilizados por pessoas com Parkinson, suas indicações, contraindicações e cuidados.


Entre os remédios mais comuns, estão:


Amitriptilina - este é um medicamento muito eficaz para o tratamento de diversas condições, como problemas para dormir, dor e depressão. Mas este medicamento e outros de sua classe farmacológica têm um efeito anticolinérgico, que pode prejudicar a cognição, prender o intestino e causar retenção urinária. Por este motivo, é necessário muito cuidado ao prescrever este medicamento para pessoas com Parkinson


Melatonina - um medicamento muito eficaz e que vem tendo um aumento em seu uso e prescrição. Mas é importante lembrar que nosso organismo produz naturalmente a melatonina. Antes de iniciar o uso desse medicamento, é interessante tentar aumentar sua produção natural e só prescrever seu uso quando realmente há uma disfunção do sono, por um curto período de tempo e em doses baixas


Clonazepan (Rivotril) e Alprazolan - Esses são medicamentos da classe dos benzodiazepínicos, que atuam sobre um receptor em nosso cérebro chamado Gaba. Especificamente na doença de Parkinson, o Rivotril pode ser eficaz para tratamento do distúrbio comportamental do sono REM. Só é necessário um ajuste da dose e um certo cuidado, porque em pessoas idosas, o uso do Rivotril pode causar quedas, quando a dose é muito elevada 


Clozapina e Quetiapina - Medicamentos da classe dos antipsicóticos, que podem ser utilizados em pessoas com Parkinson mais avançado que apresentam sintomas de alucinações ou agitação. 


Canabidiol - Ainda necessitamos de mais estudos, mas já existem evidências de que o canabidiol pode ajudar a melhorar a qualidade do sono em pacientes com Parkinson


Neozine - é um medicamento utilizado para sedação e melhora de quadros psicóticos ou níveis elevados de ansiedade. Em geral, não é indicado para tratamento de pacientes com Parkinson, pois pode piorar os sintomas motores. 


Existem diversas opções de remédios que podem ser utilizadas para melhorar o sono do Parkinson. Mas é sempre importante lembrar que os medicamentos não substituem os cuidados que devemos ter com o sono.


Saiba mais sobre a doença de Parkinson, lendo nossos artigos:


More episodes
Search
Clear search
Close search
Google apps
Main menu