#SPSONHA – VEJA SÃO PAULO
Defesa realista do patrimônio histórico, com Raul Juste Lores
Sep 24, 2019
Play episode

Como facilitar a vida de quem mora ou trabalha em um prédio tombado, e reverter a ideia de que o tombamento é uma sentença de desvalorização instantânea? Um grupo de síndicos, condôminos e administradores de imóveis históricos se ajuda em temas que vão da manutenção à burocracia e para simplificar incentivos ainda pouco utilizados.

O podcast #SPsonha, do redator-chefe da Vejinha, Raul Juste Lores, recebe Marco Aurélio Braga, Vivian Barbour e Marcone Moraes para conversar sobre o assunto. O primeiro é síndico do edifício São Nicolau. Vivian trabalha no Edifício Itália e Marcone é diretor da Galeria do Rock.

A Galeria do Rock, localizada no centro da cidade de São PauloSergio Tauhata

“O que falta no debate da preservação é um choque de realidade, de prática. Políticas bem intencionadas que não olham para quem mora ou usa os imóveis tombados”, afirma Vivian Barbour. “Se um imóvel tombado não tem uso, está fadado à deterioração. O uso parece não ser levado em conta por alguns preservacionistas”, complementa Marcone Moraes.

Escute o podcast #SPSONHA nas plataformas YouTubeSpotifyDeezer, SoundCloud e Google Podcast #SPSonha.

Continua após a publicidade

Não sabe como ouvir podcast? Clique aqui para ver o passo a passo.

https://vejasp.abril.com.br/wp-content/uploads/2019/09/sp-sonha-ep15-preview.mp3

 

Search
Clear search
Close search
Google apps
Main menu